A Garganta da Serpente

Adelaide Amorim

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

rotina

o quadro azul de picasso
de onde nos olha o menino com sua pomba
e essa almofada branca onde repousas
logo depois do jantar
falam de ti mudamente nesta sala

o espelho paciente que nos mostra
o quarto, a colcha clara, o corredor
e as flores na jardineira da varanda
são testemunhas do quente coração
que expectante se guarda para ti


(Adelaide Amorim)


voltar última atualização: 26/08/2007
14655 visitas desde 01/07/2005

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente