A Garganta da Serpente
Resenhas dos Répteis releases, resenhas e críticas
Texto de:

Vários autores

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Um talento que emerge em Ventos Passantes
- Um livro de Rita Velosa nosso habitante -

É nesta pequena coletânea de poemas que se revela por inteiro o talento de Rita Velosa, na expressão de seu amor à natureza, da angústia perante a finitude que nos desafia a cada dia de nossa existência, de espantos, de busca de explicações para o inexplicável, que é esta vida, este mundo. Poemas ditados pela fina sensibilidade da grande poeta que ela é, pela sua rica vivência e observação, poemas nos quais nos encontramos todos, toda a humanidade.

Nos versos primorosos, também a denúncia da violência sob as mais diversas formas, desmandos, opressão, carência, abandono... Expressão ainda dos temores e preocupações que são dela e são nossos, com a natureza, com a crescente solidão humana, fruto da tecnologia, enquanto alienadora do homem; dos sentimentos e emoções de cada dia, angústia, tristeza, temor, saudade, desamor, mas também alegria, paixão, expectativa, esperança... A vida escorrendo entre luzes e sombras, conforme disse o Buda.

Como afirmou o lingüista russo Bacthin, a linguagem não é apenas o simples instrumento de comunicação social. É muito mais. É uma forma de interação social. Lendo Ventos Passantes, constatamos ser ela também um rico instrumento de interação emocional, como, quando lemos este pequeno poema da Rita:

"É Natal: hora da Santa-Ceia.
Os ricos bêbados e de barriga cheia.
Os pobres embaixo da ponte,
Olhando a lua cheia...
E Cristo?
De costas!
Para não ver a triste cena".

(Escritora Maria A. S. Coquemala - Itararé/SP)



"Ventos Passantes", de Rita Velosa, nos leva a sonhar de olhos abertos. Nele, há versos leves, ventos fortes que, às vezes sacodem, às vezes embalam, mas sempre voam livres, soltos... na linha do tempo.

Leitura gostosa, folhas seguras nas mãos, nos olhos do leitor perpassam paisagens, sentimentos, insatisfações, momentos reais ou não, no ritmo da métrica... na rima poética da vida, da sorte!...

Escritora eclética, não vê a vida estática, vazia. Por isso, no vazio das horas vadias, jamais adia o fazer poesia.

Dinâmica, ela divaga, critica, sonha, analisa, ama, desama... Cria!

Em sua 1ª edição, "Ventos Passantes" é verso e reverso do sentir do Poeta, aliado ao saber do ser Humano.

(Terezinha Ofélia Nascimento Rennó - Itajubá/MG
Presidente da Academia Itajubense de Letras)



Rita Bernadete Sampaio Velosa é uma artista a despontar no cenário de nossa literatura como uma estrela de primeira grandeza, pois é muitas vezes premiada por esse pais a fora.

Rita é de uma versatilidade invejável, pois tanto em poesia, quanto em crônica ou conto e trova ela se destaca sempre.

Podemos notar nas páginas desse seu mais recente livro "Ventos Passantes", o grande número de obras selecionadas e premiadas, como por exemplo, " A Lágrima", belíssimo poema, que conquistou o segundo lugar no XII Concurso Nacional de Poesias da APLA- Academia Ponta-Grossense de Letras e Artes, a qual presido desde o ano de 2005.

Foi nesta ocasião que tive a honra de conhecer Rita e sua maravilhosa obra, quando ela aqui esteve para receber sua premiação, com toda a simpatia que lhe é peculiar.De lá para cá, Rita Velosa sempre é premiada pela APLA, o que é uma alegria para nós.

Em seu mais recente livro, "Ventos Passantes", Rita Velosa nos brinda com um coquetel borbulhante, onde a vida em seus traços aparece vibrante e colorida. São tantas as obras a nos enlevar... Observem o "Poema Bravo", "Sua Presença", "Ah... Natureza!" e tantas outras pérolas a brilhar...

Observem bem, pois em Ventos Passantes, vocês encontram a alma de Rita a cantar o mundo e os mistérios seus. Parabéns, amiga Rita, e siga em frente!

(Escritora Sônia Ditzel Martelo - Ponta Grossa/PR
Presidente da APLA - Academia Ponta-Grossense de Letras e Artes)



A autora demonstra desde os primeiros versos, uma paixão muito grande pela poesia.Ela trata o dia a dia com a sensibilidade desenvolvida e inteligente, de quem entende do assunto e ao mesmo tempo quer agradar ao leitor, de uma maneira original.Enxerta,propositalmente um toque sutil de ironia, que torna a leitura cativante.Portanto, Rita Bernadete Sampaio Velosa está aprovada como poetisa estreante.

(Poeta Miguel Russowsky - Joaçaba/SC)



RitaVelosa escreve maravilhosamente:com maestria,elegância e profundidade.

Usa a palavra como instrumento forte para protestar contra as mazelas e desmandos que estão ocorrendo diariamente. Pinta com sua poesia um quadro da realidade brasileira com muita coragem.por outro lado, expressa lirismo,emoção e ardor nas construções poéticas sobre vários temas,Parabéns à poetisa, muito sucesso e proteção divina!

(Escritora Felícia Lopes - Caçapava do Sul/RS)


Ventos Passantes
Autora: Rita Velosa

342 visitas desde 19/04/2017


Quer outra dica de livro?