A Garganta da Serpente
Resenhas dos Répteis releases, resenhas e críticas
Texto de:
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Resenha do livro "Um Dedo de Prosa"
- Um livro de Joésio Menezes -

O autor reuniu contos com um toque de fantasia e em alguns deles, fez uma criativa releitura de clássicos de fábulas e histórias de fadas, adaptando-os à sociedade do século XXI, sem desviar-se da moral da história, que enfatiza o que pode ser feito de bom com o respeito devido à vida. Quanto às crônicas, Joésio Menezes faz valer os milagres do cotidiano, capturando-os para que não passem simplesmente como um fato comum, assim como também o faz com as tragédias que assolam a família/sociedade, descrevendo-lhes as conseqüências implacáveis, onde denota-se que o chamado destino é movido em grande parte por força superior.

Entre as crônicas, que às vezes retratam "Trinta segundos" na vida de uma pessoa; que apontam um anjo como enfermeira em um momento de desespero; que mostram os desencontros de dois irmãos em família; entre outras, escolhi destacar a que se atreveu a descrever de forma suave e ao mesmo tempo profunda, o controvertido sentimento... Será mesmo sentimento? Que houvemos por bem chamar de "Saudade", onde senti-la é quase o mesmo de não se sentir. Já entre os contos, descobre-se que uma "inocente" e escorregadia bola de futebol tem um caso de amor ilícito com o goleiro; sobre um anjo real e caridoso, representado por humilde parteira, que faz um milagre de Natal; ouve-se a boa música da harmonia fraterna com "uma dupla de sucesso", entre "A cigarra e a formiga", onde o autor pôs as duas famosas rivais para conversar e cantar, tendo em vista uma amizade produtiva, onde tenho certeza de que La Fontaine, dono da fábula mais conhecida do mundo: "A cigarra e a formiga", teria aprovado com louvor; e, entre outros, apresenta-se aquele conto que mais me cativou: "O cachorro que queria ser gente" - me fez pensar que as histórias de fadas estão mais próximas da realidade do que gostaríamos que fosse! O cânon do gênio e seus três pedidos coloca em discussão as dificuldades entre escolher ser humano ou permanecer cão... Em um mundo que pode ser, ou não, igualmente "cão".

Minhas observações: o autor trouxe a fantasia à realidade nos contos inspirados em fábulas e fez com que as crônicas nos pedissem sua parcela de sonhos para continuarem tendo sentido em sua existência, e também em sua missão de registrar o cotidiano da humanidade.


Um Dedo de Prosa
Autor: Joésio Menezes
Editora: Maxxigráfica
Ano: 2007

775 visitas desde 20/04/2017


Quer outra dica de livro?