A Garganta da Serpente
Resenhas dos Répteis releases, resenhas e críticas
Texto de:
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Contos da arte

Tatiana Belinky apresenta contos dos grandes mestres russos.

Nem o conde Tolstoi poderia imaginar que suas obras atravessariam o Atlântico e se fixaram nos trópicos com a força de seus personagens destemidos. Aqui no Brasil, quase nada escapou da tradução e do roteiro da escritura russa naturalizada brasileira Tatiana Belinky, são mais de mil obras adaptadas e mais de 130 mil livros publicados. Um périplo que a outrora fez, tornando os maiores nomes da literatura russa, acessíveis ao leitor brasileiro, e como uma homenagem ao seu trabalho com os mestres russos, a editora 34 traz ao público a coleção Tatiana Belinky conta, narrando contos que preparam o jovem leitor ao universo da literatura eslava, como uma apresentação aos maiores escritores russos de todos os tempos.

Os dois primeiros volumes são O Cão Fantasma, de Ivan Turguêniev e Histórias de Bulka, de Lev Tolstoi. A eficiente "recontadora" de histórias faz destas traduções como uma aventura que enaltece suas origens e apresenta os mestres às crianças.

O cão fantasma, de Turguêniev, no original Saboka conta a historia fascinante que um fazendeiro de uma província recém chegada a São Petersburgo relata a um grupo de amigos reunidos na casa do sr. Kinoletov. Era em uma noite onde todos discutiam a existência do sobrenatural, quando Pantini Capitonitch narra sua experiência,algo tão assustador, incompatível com as leis da natureza,envolvendo um cão fantasma que o perseguia. O conto escrito em 1866 por Ivan Turguêniev (1818-1883). O outro volume, faz parte de um a coleção de livros didáticos que o conde Lev Nikolaievitch Tolstoi (1828-1910) escreveu para ajudar e serem utilizados para ampliação da língua russa.

"As histórias de Bulka" nessas aventuras de dois cães, Bulka e Milton,em da raça mondachka, raça extinta e o outro, um peludo sette. Bulka é o personagem principal,um destemido cão que vive nos frios e selvagens montanhas do Cáucaso. Acompanhando seu dono em caçadas a ursos, faisões e javalis, o cão da raça que se distingue junto ao Sr.Nicolau II em 1917,enfrentara diferentes animais para provar seu valor perante seu dono.

Um conto bem realista e emocionante,que transporta ao leitor as alegrias e as dores de um animal,como se ele estivesse vivendo cada momento que é narrado por seu dono.Finalizando,as ilustrações dos volumes são feitas pelo ilustrador Ulisses Bôscolo (1977) dando ênfase nas xilogravuras para O cão fantasma e gravuras em guache em Bulka.

"Causos" russos para se conhecer e se deliciar. Com um tom leve e ao mesmo tempo forte, os autores russos mostram sua arte, em mais uma perfeita tradução de Tatiana Belinky.



Lev Nikoláievitch Tolstói (1828-1910) nasceu em 1828, em Iásnaia-Poliana, na Rússia - e foi reconhecido em vida como um dos maiores escritores de seu tempo, graças sobretudo aos clássicos Guerra e Paz e Anna Karenina, considerados obras-primas da literatura universal. Idealista e aventureiro, Tolstói serviu o exército, viajou a vários países e, de volta a sua terra natal, dedicou-se de corpo e alma à literatura - sendo logo aclamado pela crítica e pelo público - e a ajudar o seu povo, escrevendo livros didáticos e criando, em sua propriedade, uma escola para os camponeses. Tolstói faleceu aos 82 anos de idade, na estação ferroviária de Asatapovo, após fugir de casa para isolar-se em um mosteiro. De Tolstói, a Editora 34 já publicou A Morte de Ivan Ilitch, em tradução de Boris Schnaiderman (2006).

Ivan Turguêniev (1818-1883) também é considerado um dos grandes mestres russos da arte narrativa. Em sua vasta produção, influenciada pela literatura européia, destaca-se a obra-prima Pais e Filhos, de 1861. Turguêniev morreu na França, em 1883, onde viveu seus últimos anos.

Tatiana Belinky, por sua vez - que empresta seu talento muito particular às narrativas clássicas -, nasceu em São Petersburgo, na Rússia, em 1919, e chegou ao Brasil com 10 anos de idade. Além de traduzir clássicos como Tolstói, Gogol e Tchekhov, criou e adaptou para a TV mais de mil obras literárias, sendo responsável pela primeira adaptação televisiva de O Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato. É autora de mais de 130 livros - entre eles a autobiografia Transplante de Menina (1989) - e diversas vezes premiada. De Tatiana, a Editora 34 já publicou Mandaliques (2001) e Limeriques do Bípede Apaixonado (2004), entre outros.


O Cão Fantasma
Autor:Ivan Turguêniev
Traduções: Tatiana Belinky
48 páginas
Editora 34

Histórias de Bulka
Autor: Lev Tolstoi
Traduções: Tatiana Belinky
41 páginas
Editora 34

447 visitas desde 19/04/2017


Quer outra dica de livro?