A Garganta da Serpente
Encantadores de Serpentes concursos e prêmios literários
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Prêmio Lila Ripoll de Poesia - edição 2008

Comissão avaliou mais de 700 poesias de 337 inscritos

Cíntia Rosângela ficou com o 1º lugar, Lívia Petry Jahn com o 2.º lugar e Rosilane Teresinha Goulart Rocha com o 3.º lugar. Outros dez participantes serão distinguidos com menção honrosa. A cerimônia de entrega da premiação será no próximo dia 12 de agosto.

A Comissão Julgadora do Prêmio Lila Ripoll de Poesia, formada pelos escritores e professores Regina Zilberman, Marilice Costi, Luiz Coronel, Paulo Roberto Rebello do Carmo e Alba Valéria Ficagna de Oliveira, anunciou na tarde desta quinta-feira (31) o resultado da edição 2008 do Prêmio. Após reunião dos jurados e a deliberação sobre a indicação dos títulos e dos pseudônimos classificados para os três primeiros lugares e para as dez menções honrosas, foram abertos os envelopes de identificação dos autores. Cíntia Rosângela ficou com o 1º lugar, Lívia Petry Jahn com o 2.º lugar e Rosilane Teresinha Goulart Rocha com o 3.º lugar. Outros dez participantes serão distinguidos com menção honrosa.

O deputado Raul Carrion (PCdoB), membro da Comissão Organizadora do Prêmio, agradeceu e elogiou o exaustivo trabalho dos jurados que avaliaram mais de 700 texto de 337 inscrições. Carrion analisou que o crescimento da participação no concurso (em 2007 foram 198 inscrições) demonstra a importância do prêmio que celebra a memória e a obra da poeta gaúcha Lila Ripoll. Todos os inscritos receberão o Certificado de Participação no Prêmio, durante solenidade e apresentação artística no próximo dia 12 de agosto, no Teatro Dante Barone da Assembléia Legislativa.

Vencedores
O primeiro lugar ficou com Cíntia Rosângela, que concorreu com o pseudônimo Juan Millagres e o título "Abandono".
O segundo lugar ficou com Lívia Petry Jahn, que concorreu com o pseudônimo Cecília Pessoa e o título "Poesia de rua".
O terceiro lugar ficou Rosilane Teresinha Goulart Rocha, que concorreu com o pseudônimo Louise Bacamarte e o título "Constatação".

Menções honrosas
As menções honrosas foram para: Cesar Pereira, Carlos Rampanelli, Maria Joaquina Carbunk Schissi, Lúcia Maria de Barcelos Santos, Cácio Machado da Silva, Maria Regina Caetano Soares, Gersi Oliveira Godoy, Edson Bueno de Camargo, Paulo Ricardo Soares de Moraes, Irede Inês Masiero Farenzena

Comissão Julgadora
Regina Zilberman, doutora em romanística pela Universdade de Heidelberg (Alemanha), Escritora, professora no Pós-Graduação do Curso de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UFRGS); Marilice Costi, Mestre em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, escritora premiada em contos e poesias, integrante da Academia Literária Feminina do RS; Luiz de Martino Coronel, poeta, escritor e letrista; Paulo Roberto do Carmo, poeta, professor e tradutor; e Alba Valéria Ficagna de Oliveira, mestre em Letras e Educação, professora nas Faculdades Planalto (FAPLAN).

Lila Ripoll
O Prêmio Lila Ripoll de foi instituído em 2005 pela Assembléia Legislativa por iniciativa da ex-deputada Jussara Cony (PCdoB) para assinalar a passagem do centenário de Lila Ripoll, nascida em 12 de agosto de 1905. Em 2007, o deputado Raul Carrion retomou a iniciativa e intregra a Comissão Organizadora do Prêmio

A poeta
Lila Ripoll foi poeta, professora, jornalista e pianista. Gaúcha de Quaraí, nasceu em 12 de agosto de 1905. Colaborou no Correio do Povo, na Revista Universitária , em A Tribuna Gaúcha e editou a Revista Horizonte (1951). No Rio de Janeiro, junto com Gracialiano Ramos e outros escritores, coeditou "Partidários da Paz" e colaborou com a revista A Leitura.

Militante e ativista cultural
Candidata a deputada pelo Partido Comunista em 1950, foi vítima de reação que impediu sua eleição para a Assembléia Legislativa. Retornou para a militância sindical, escrevendo, lendo seus poemas e dirigindo o Departamento Cultural do Sindicato dos Metalúrgicos de Porto Alegre. Atuou também no Centro dos Professores e no Grupo de Arte, fundado por ela para a promoção de espetáculos teatrais. Com o golpe de 1964, foi presa e mais tarde libertada por motivo de doença.

Obra
A poeta morreu em fevereiro de 1967, deixando em sua obra dois livros onde materializou seu protesto contra as desigualdades sociais: "Novos Poemas" (1951), com o qual conquistou o Prêmio Pablo Neruda da Paz", e "Primeiro de Maio"(1954). A poesia de Lila Ripoll vincula-se à segunda geração modernista e é marcada pelo engajamento político. Sua obra inclui, entre outros os livros "De mãos postas"(1938), "Céu Vazio" (1941), "Por quê?" (1947), "Poemas e Canções" (1957), "O Coração Descoberto" (1961) e "Águas Móveis" (1967).


MAIS INFORMAÇÕES.:

» Resultado

Site: http://www.al.rs.gov.br



ATENÇÃO: as informações aqui divulgadas são de inteira responsabilidade dos organizadores dos concursos. Para mais informações ou esclarecimentos, entre em contato com os mesmos. A Garganta da Serpente apenas faz a divulgação.
legenda dos ícones:
  • novo concurso
  • prazo prorrogado
  • com taxa de inscrição
  • premiação em dinheiro
  • premiação em livros/publicação
lista
Seja avisado sempre que a seção dos Encantadores de Serpentes for atualizada

somente texto HTML



Siga nosso Twitter:
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com