A Garganta da Serpente
ajuda
 
 
Os Jogos Olímpicos de Atenas em 2004 foram o pretexto para o início de nossa jornada literária pela mitologia grega, rastejando através do labirinto da ilha de Creta. Antes de entrar, lembre-se: um labirinto deve ser percorrido de forma intuitiva, sem medo ou hesitação. É um dos arquétipos mais antigos da busca, que representa nossa estada na Terra, o caminho de nossas vidas. Seu percurso visa estimular a meditação e remeter à experiência da transformação. Mas não se iluda: ele pode apresentar recantos sem saída e armadilhas para que você se perca. Muitas vezes você vai precisar voltar por caminhos já percorridos, outras vezes perceberá que um mesmo caminho pode levar a outros lugares.

ESCOLHA O MODO DE INICIAR SUA JORNADA:
- Tela cheia
- Modo normal

Atenção: os links escondidos nos labirintos são randômicos, por isto, há 52 formas diferentes de começar seu passeio pelo nosso labirinto!

São 134 textos de 83 autores:
Abelardo Domene Pedroga, Abilio Terra Junior, Agostina Akemi Sasaoka, Aleister Crowley, Ana Paula Corrêa, AnaLu, Angela Oliveira, Anibal Beça, Antônio Carlos Tórtoro, Augusto dos Anjo, Billy the Cat, Boca Amarga, Caio Negreiros, Carlos de Hollanda, Carlos Rocha, Castro Alves, Cintia M. Melo, Claudette Grazziotin, Claudio Terças, Coelho De Moraes, Cristiana de Barcellos Passinato, Dorcila Garcia, Eliane Stoducto, Emanuel Flavio Fiel Pavoni, Everaldo Ygor, Federico García Lorca, Fernando dos Santos, Fernando Guia, Fernando Pessoa, Filipe Batista Santos, Flaveus Van Neutralis, Flávio Almeida, Florbela Espanca, Francisco Divor, Gil, Guerrilhiro TaTu, Hesíodo, Ivaldo Gomes, J. Geraldo Neres, Janaina Barboza Ramos, João Andrade, José António Gonçalves, Jônata Marcelino, Jorge Lucio de Campos, Jorge Ricardo Dias, Kilandra Acalabi Duaquenõ, Lenin Bicudo Bárbara, Leticia Beze, Lílian Maial, Lord Byron, Lucas Tenório, Luciana do Rocio Mallon, Luís Vaz de Camões, Magia, Manuel Maria Barbosa du Bocage, Marcelo Pierotti, Maria José Zanini Tauil, Marlon William Schirrmann, Max Evangelista, MundoDaLua, Najastar, Olga Martins, Paula Valeria Andrade, Paulo Nieri, Pedro Moura, Pedro Tostes, Platão, Psique, Radamés Manosso, Ricardo Reis, Rodolfo Dantas, Rodrigo Pissardini, Rubenio Marcelo, Sandra Lúcia Santos Akiyama, Vanderli Medeiros, Victor Tales, Violeta Teixeira, Vlad Tsepesh aKa Dracul, WolfHeart, Yeats, Ygor Moretti Fiorante, Zadig, Zena



   
OLIMPÍADAS
As Olimpíadas nasceram em 776 a.C., como competições esportivas, em homenagem aos deuses, realizadas em Olímpia - Grécia, durante o período de "trégua sagrada", no qual as guerras entre as cidades eram suspensas por uma semana. Eram realizadas periodicamente em estádios e hipódromos, com corridas (a pé, a cavalo e em carro), saltos em altura, lançamento de disco, pugilato, luta livre e concursos musicais. Os vencedores recebiam coroas de oliveiras sagradas, seus nomes eram proclamados em toda a Grécia e seus feitos cantados pelos poetas.

MITO
O mito é um fenômeno cultural complexo, é uma narrativa, em linguagem simbólica, sobre a origem dos elementos básicos de uma cultura. Os mitos estavam profundamente enraizados à cultura grega e, particularmente, à literatura, na arte e até mesmo na filosofia. Os gregos povoaram o céu, a terra, os mares e o mundo subterrâneo com Divindades Principais e Secundárias, Semideuses e Heróis - todos com características humanas (qualidades, defeitos e sentimentos).

Copyright © 1999-2017 A Garganta da Serpente
Direitos reservados aos autores  •  Termos e condições  •  Fale Conosco www.gargantadaserpente.com