A Garganta da Serpente
Cobra Cordel literatura de cordel
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Sikhismo

(Alfred' Moraes)

Dois movimentos distintos
Originaram o Sikhismo.
O Islã e o Hinduísmo
Tinham elementos comuns
A troca de ensinamentos
Reuniu tais elementos
E ainda, incluiu alguns.

Numa vila do Punjab
Hoje atual Paquistão
Veio ao mundo um aldeão
Que tinha uma mente aberta
Estudou o hinduísmo
Os princípios do islamismo
Procurando a coisa certa.

Nanak era o seu nome
Estudou durantes anos
Com hindus e mulçumanos
Tinha dupla formação.
Tornou-se amigo fiel
De Mardana, um menestrel,
Era como seu irmão.

Mardana era mulçumano,
Nanak, filho de hindu,
Iam sempre a Sultanpur
Entoar suas canções,
Que compunham em parceria
Até que num belo dia
Nanak teve visões.

Transformou-se num Guru,
Saiu no mundo, sozinho,
Pregando sobre um caminho
Que levava ao Criador.
Morreu mas, deixou Angad,
Conforme sua vontade
Pra ser o seu sucessor.

E assim nove gurus
Já sucederam a Nanak
Porém o maior destaque
Fica para o fundador.
Os sikh remanescentes
Querem ser independentes
E ter seu governador.

Adi Granth é como a bíblia
Pra doutrina do SIKHISMO,
Embora exista um abismo
Entre as duas escrituras.
Acreditam num só Deus
Como acreditam os judeus
Sob certas conjunturas.

"Não existe mulçumano".
"Como não existe hindu"

Foi do Primeiro Guru
Esta sábia afirmação.
São tão claras as evidências
Que todos somos essência
De uma mesma criação.

Está escrito no Livro
Que os homens desde o início
Devem lutar contra os vícios
Que os separam do Senhor.
São cinco ladrões profanos
Tentando "roubar humanos"
Do Supremo Criador.

O primeiro dos princípios
É ter Deus Vivo na Mente
O segundo é tão somente
Não se Apegar à Matéria.
O terceiro é Trabalhar
Honestamente e Ajudar
A extinguir a miséria.

A "Luxúria e a Ganância"
São os dois primeiros vícios
Os quais denotam os índicos
Do egocentrismo no homem.
O "Apego à Coisa Mundana"
A "Raiva" e A "Soberba" humana
Toda virtude consome.

É sagrado entre os sikhs
Não cortar barba e cabelo
Guardar com carinho e zelo
Um pente sob o turbante
Sempre manter, no seu braço,
Uma pulseira de aço,
No cós, um punhal brilhante.

Também usar calção curto
Encoberto pela túnica.
Essa tradição é única
De cunho ritualístico.
Três princípios da doutrina
Permeiam suas rotinas
E sustentem o lado místico.

Vinte e três milhões de almas
Professam a religião
Que surgiu no Paquistão
E se espalhou pela terra.
É uma opção de vida
Cuja doutrina convida
A viver feliz, sem guerra.

6674 visitas desde 18/04/2011
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com