A Garganta da Serpente
Cobra Cordel literatura de cordel
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

O judaísmo

(Alfred' Moraes)

Quem fundou o judaísmo
Foi um patriarca hebreu
Nascido em Ur dos Caldeus
Pai de Isaque e Ismael.
A bíblia conta essa história,
Com rebuscada oratória,
Inspirada pelo céu.

Abraão era o seu nome
Que a Jeová prometeu,
Um amado filho seu
Para ser sacrificado.
Porém num momento fausto,
Fora salvo, do holocausto,
Por um Mensageiro alado.

Ismael, um de seus filhos,
Concebido com uma escrava
Certamente não contava
Que iria ter um irmão.
Mas, segundo o evangelho,
Abraão, depois de velho,
Não deixou de ser varão.

Nasceu o filho de Sara,
Meio irmão de Ismael
Tinha o amparo do céu
Era escolhido de Deus.
Isaque era o seu nome
E os filhos deste homem
São chamados de Judeus.

E assim seus descendentes
Conservaram suas crenças,
Suplantaram as desavenças
Por mais de quatro mil anos.
Foram escravos e povo livre
Que até hoje sobrevive
Conforme o divino plano.

É a religião mais velha
Que prega o monoteísmo
Seus rituais de batismo
Tem milenar tradição.
João Batista e Jesus Cristo
Protagonizaram Isto,
Nas águas do rio Jordão.

A páscoa é um ritual
Que celebra a liberdade,
Que ocorreu pela vontade.
Do Deus Vivo de Abraão.
A nação israelita
Vivia presa e aflita
Na cruel escravidão.

Os mandatários do Egito,
Imperadores tiranos,
Por duzentos e dez anos
Escravizaram os judeus.
Mas, num glorioso dia,
Chegou o fim da agonia,
Pela vontade de Deus.

Seus templos são sinagogas
Hoje espalhadas no mundo
O rabino é um profundo
Conhecedor do TORA.
Uma tábua com dez regras
Teve uma solene entrega
A Moisés, por Jeová.

A estrela de Davi
É seu nome em proto-hebraico
Virou símbolo judaico
Na bandeira de Israel.
Na luta contra o nazismo,
A força do simbolismo,
Teve importante papel.

O Menorah é um adorno
Do templo de Salomão
Certamente, desde então,
Simboliza um compromisso.
É um candelabro em metal
Cuja peça original
Era de ouro maciço.

O símbolo mais sagrado
Era a arca da aliança
Que preservava a lembrança
Do pacto com Jacó.
Revestida em puro ouro
Já era um grande tesouro,
Esse móvel, por si só.

Na Arca, foram guardadas,
Tábuas da Lei de Jeová;
Mais um vaso com maná
E o cajado de Aarão.
Tinha um estranho segredo
Provocando morte e medo
Em quem lhe tocasse a mão.

Yom Kipur é o dia
De um ritual incomum
Os judeus fazem jejum
Como purificação.
Com o espírito elevado
E o pensamento lavado
Para o dia do perdão.

E até hoje esse povo
É fiel ao judaísmo
Tolera o cristianismo
Mas discorda do Islã.
Será que o velho TALMUDE
Justifica as atitudes
Do conflito de Golan?

Jerusalém é o centro
Da religião judaica
É uma cidade prosaica,
Histórica e emblemática.
Foi lá que Cristo Jesus
Foi cravejado na cruz
Por uma turba fanática.

4197 visitas desde 17/02/2011
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com