A Garganta da Serpente
Os habitantes perfis e biografias dos autores

Blackdragon

“O autor escreve porque gosta e, por gostar de escrever, escreve.” Deveria ser assim a frase a descrever o autor e também a servir-lhe de epitáfio (apenas mudando o tempo dos verbos). Mas, se as coisas fossem do jeito que gostaríamos e sonhamos (todos nós), tal frase jamais seria pensada, quanto mais escrita. No momento, que (dizem) é o que mais importa, estou mesmo precisando é de um emprego. Já fui bancário (caixa e tesoureiro de uma grande agência do maior banco do país – na época achava isso muito impressionante), micro-empresário, tesoureiro-chefe de um clube esportivo, coordenador administrativo do Departamento de Esportes de outro clube e vendedor (do quê? Bijouterias e tecidos importados e de qualquer coisa que me caia nas mãos...). E tenho curso superior completo (antigamente isso significava muito. Hoje? Quem sabe?...). Aceito qualquer emprego que pagando decentemente (eu sei, eu sei, eu sei que isso é muito vago...) não me obrigue a crime & falcatrua, contravenção & indignidade (também sei que isso é muito vago...). Um espaço para dados biográficos não deveria ser o local para implorar emprego, mas o orgulho já comeu demais de mim. Se não fizer algo, logo nem pernas mais me restarão para percorrer as agências de emprego da cidade. Assim, estou aberto (totalmente) a negociações e propostas, menos da alma, pois desconfio que já foi vendida... É sério, gente! Não estou de brincadeira, não! Sei que, neste mundo de ficção, tanto o nome pode ser pseudônimo, quanto a biografia pode ser “pseudônima”, mas este não é o caso. Em tempo: não é caridade que quero (olhaquiuvelhuorgulhuotraveis!). É uma troca puramente trabalhista e conforme à legislação vigente. Só isso. Senão... acho que logo começarei a tocar blues honestamente...
email  website52sexopaís

  • Habitante desde05/11/2007
  • ler trabalhosA Toca da Serpente
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com