A Garganta da Serpente
Os habitantes perfis e biografias dos autores

Anibal Beça

Nasceu em Manaus, a 13 de setembro de 1946. É poeta, compositor e jornalista. Envolvido com teatro, artes plásticas, é compositor, letrista e produtor de espetáculos e de discos. Desde muito cedo colabora em suplementos literários e em publicações similares nacionais e internacionais. Especialista em tecnologia educacional na área de Comunicação Social (UFRJ), teve passagens, como repórter, redator, colunista, copy-desk e editor, em todas as redações dos jornais de Manaus (déc. 60/80); foi diretor de produção da Televisão Educativa do Amazonas - TVE. Atualmente é consultor da Secretaria de Cultura e Turismo do Amazonas. Em 1968, venceu o I Festival da Canção do Amazonas, e obteve mais de 18 primeiros lugares em festivais no Brasil e no exterior. Representou o Brasil no VIII Festival de Joropo de Villa Vicencio, Colômbia (1969). Apresentou-se no Festival Internacional da Canção FIC, em 1970, com a música "Lundu do Terreiro de Fogo", interpretada por Ângela Maria. Tem músicas gravadas por vários artistas brasileiros. É produtor e animador cultural nato, diretor do Sindicato dos Escritores, presidente da ACLIA Associação de Compositores, Letristas e Intérpretes do Amazonas, Presidente do Coletivo Gens da Selva (ONG), Vice-Presidente da UBE-AM União Brasileira de Escritores, seção Amazonas. Faz parte da Ala dos Compositores das Escolas de Samba Reino Unido da Liberdade e Sem Compromisso. É Membro da UBE - União Brasileira de Escritores, do Coletivo Gens da Selva (ONG) e do Clube da Madrugada (Amazonas). Em junho de 99, Representou o Brasil no VIII Festival Internacional de Poesia de Medellín, e em agosto/99 no Encontro Internacional de Escritores da Associação Americana para o desenvolvimento cultural, em Bogotá. Tem participação em diversas antologias. Seu primeiro livro Convite Frugal, data de 1966. Em 1994, com o livro Suíte para os Habitantes da Noite, venceu o 6º Prêmio Nestlé de Literatura Brasileira - categoria poesia. Outros livros: Filhos da Várzea, ed. Madrugada, 1984, abrigando o livro Hora Nua; Marupiara - Antologia de Novos Poetas do Amazonas, (organizador) Ed. Governo do Estado do Amazonas, 1985; Quem foi ao vento, perdeu o assento (Teatro) Ed. SEMEC, 1986; Itinerário Poético da Noite Desmedida à Mínima Fratura, Ed. Madrugada, 1987; Banda da Asa - poesia reunida, Ed. Sette Letras, 1998; contendo o livro inédito Ter/na colheita. Faleceu em 25 de agosto de 2009, vítima de complicações renais e infecção generalizada decorrentes do diabetes.
email  website70sexopaís

  • Habitante desde22/07/1999
  • ler trabalhosA Toca da SerpenteEntrevistaEntrevista com Cobra
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com