A Garganta da Serpente
Os habitantes perfis e biografias dos autores

Andrey Mozzer

Sou filho de dois mineiros de Resplendor. Eu por minha vez, acabei nascendo no meio de um caminho, em Araguaina, no dia 10 de julho, no então estado do Goiás, atual Tocantins. Com menos de um ano de idade fui para Itaituba no Pará, cidade querida, onde passei minha infância e juventude, no coração da selva amazônica, margem esquerda do rio Tapajós. Sinto- me um cidadão no mundo. Aos 16 anos, consumido por uma paixão, escrevi o meu primeiro poema digno de nota, “À Bela Mulher de Nome Psicopata”, e gostei. Não parei mais de escrever. Meus escritos também servem para mim como um mecanismo de memorização, visto que sinto-me desprovido dessa qualidade tão valorizada em nossos dias atuais, a memória. Sinto-me como uma criança que não se cansa de banhar-se no Lete. Aos dezenove anos iniciei minha viagem para Vitória, com passagem só de ida, a bordo de um teco- teco. Ao chegar aqui conheci as delícias capixabas, pelas quais me apaixonei. Após algumas adversidades e vicissitudes, iniciei-me no curso de Psicologia, cuja formatura deu-se em 20 de julho de 2010. Depois de algumas décadas consolidando um caminho, em busca da democracia, da comunidade, da razão, da cidadania, do espírito da terra, do constructo existência humana, do propósito. Percebo que agora os desafios são outros, e sempre, sempre serão os mesmos em toda a minha vida, embora a cada novo segundo ele se transforme, sou como um bastão de nêutrons em plena combustão rumo a desintegração e integração com Gaia. O desafio de sempre, é a valorização da vida, a co-evolução. ESTAMOS JUNTOS!!!
email almozzer@hotmail.comwebsite42sexopaís

  • Habitante desde25/02/2010
  • ler trabalhosA Toca da Serpente
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com