A Garganta da Serpente
Adoradores de Serpentes poemas sobre ofídios
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

A Serpente

Sou a escuridão de teu pensamento
Sou o medo que te persegue
Sou o corpo que você procura
Sou a ilusão de teu pecado
Serpente ambiciosa
Vivo a sugar teu desejo
Me enrosco em teu corpo e lhe sacio
Sou a língua que percorre teu corpo
Com a qual você se delicia
Sou a presa que te sacia
Sou a fêmea a serpentear teu corpo
Sou teu vício
Sou teu cio
Sou a serpente que teu corpo deseja
Vivo nas noites a satisfazer teus desejos ocultos
Vivo nas profundezas do teu corpo
A espera da comunhão com o meu sexo
Sou a tua fêmea serpente.


Sonia Santos

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com