A Garganta da Serpente
Adoradores de Serpentes poemas sobre ofídios
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

SILVOS

essa serpente
que me sibila as entranhas
e se arrasta comigo
nas noites de solidão
não quer saber se tardo
ou bardo
ou bem te dá o bote
ou mal me dá voz de prisão.


Lílian Maial

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com