A Garganta da Serpente
Adoradores de Serpentes poemas sobre ofídios
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Serpente e a Criança

Se minha mão te busca, minha criança,
não aceites a proposta que ela te faz.
Que desgraças será que ela te traz?
Que perigos será que ela te lança?

Avisar? Para isso talvez seja tarde.
Ah, meu pequeno ser tão inocente...
Por que caístes nas garras da malévola serpente?
Em meu peito a tua imagem me arde!

Ah pequena criança que não tem medo do fogo
Quem será mais tolo?
Quem acha que domina ou quem se deixa dominar?

A serpente que há dentro de mim é de fogo.
Não te deixes enganar feito tolo,
porque a serpente também pode querer te dominar...


Klaun

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com