A Garganta da Serpente
Adoradores de Serpentes poemas sobre ofídios
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

(ao Paul Valéry, obrigado pela Serpente e o pensar)

O que
a serpente
sabe e
(entre
outros
saberes)
ser pente
e deslindar
entre fios
serpenteantemente
o mistério
da flor
do mar
do rio

o que sabe
a serpente
é aquele
que provou
de maneira
boa e
tirânica
do mel
da fera
adâmica

o que a
serpente
pensa
é que o mundo
cabe
na ponta
do seu
charel

o que pensa
a serpente
é aquele
que chora
e ri
ao provar
do seu veneno
do seu fel

o que pensa
a serpente é
saber
o que sabe
a serpente
e ser


João Bosco Bezerra Bonfim

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com